Diário Gráfico - Estar atento ao que nos rodeia

Friday  13 May  2016  6:00 PM
Save (60) Saved (61)
Last update 15/05/2016
  111

Eduardo Salavisa

"O desenho feito em cadernos, ou pelo menos como eu o entendo, é um registo rápido, um apontamento, uma recordação de um momento fugaz. Por ser um caderno, um objecto transportável, permite-nos observar em qualquer lugar e circunstância. Não queremos “postais ilustrados”, queremos estar lá, no meio das pessoas, queremos observar tudo de perto, estarmos atentos ao que nos rodeia enquanto desenhamos: os animais que passam, a música que sai da janela, o cheiro da cozinha do restaurante. E, por ser um caderno, um objecto pessoal que só mostramos a quem quisermos, não estamos preocupados com o erro, dá-nos confiança e uma imensa sensação de liberdade."

Eduardo Salavisa, nasceu em Lisboa onde vive e trabalha.
Andou pela Escola de Belas Artes de Lisboa onde se licenciou em Design de Equipamento por volta de 1980. Trabalhou em Design Industrial, concebendo algumas peças que depois eram produzidas, em reduzido número, e comercializadas.
As que lhe deram mais gozo foram uns brinquedos de madeira. Devido a vários condicionalismos, o Design deixou-lhe algumas desilusões, dedicando-se mais à pintura. Fez algumas exposições, de pintura e de desenho, sendo sobretudo o desenho que o interessa pelo seu carácter experimental e por ser mais um processo que um resultado. Por esta razão começou a interessar-se pelos Diários de Viagem, ou Gráficos, pelo registo sistemático do quotidiano, pelo seu carácter lúdico e simultaneamente didáctico. É professor no ensino secundário na Escola Secundária Pedro Nunes, em Lisboa. Além de fazer o seu próprio Diário, não só em viagem mas quotidianamente, estuda os de outros autores, utilizando-os nas suas aulas e nas de outros professores.
Eduardo Salavisa é, provavelmente, um dos mais reconhecidos sketchers a nível nacional pelos seus trabalhos em diário gráfico. Actualmente professor de Desenho, Eduardo Salavisa é, também, autor do http://diariografico.com, no qual uma selecção quase infindável de registos em desenho de lugares, cidades, países, detalhes, praças, largos, ruas e veredas de locais tão díspares como Buenos Aires, Veneza, Óbidos e, claro, a sua Lisboa. Uma viagem no papel.

music art food education painting
Nearby hotels and apartments
Cooperativa Comunicação Cultura
Rua da Cruz, nº9 - 9A - 13, Torres Vedras, 2560, Portugal
Cooperativa Comunicação Cultura
Rua da Cruz, nº9 - 9A - 13, Torres Vedras, 2560, Portugal